05 fevereiro, 2007

Os 10 Melhores Afundanços de “Air”

Iniciamos agora uma série de posts dedicados aquele que está para NBA assim como Cristiano Ronaldo estará para o futebol.
Apesar do talento do nosso miúdo, Carlos Queirós exagerou e de que maneira na comparação.
Jordan foi único, talvez só Serguey Bucka, o mítico ucraniano do salto com vara possa ser equiparado aquele que um dia me fez colocar o basquetebol como uma das minhas modalidades de eleição. Ele saiu e actualmente não consigo assistir a uma partida na totalidade.
Para começar escolhemos os 10 melhores afundanços, ou como se diz em americano “the 10 best dunks”, da carreira de sua Alteza Real.
Tenham em atenção o afundanço nº 7, foi efectuado bem na cara de um senhor que tem somente 2 metros e 31 centímetros, Manute Bol do Sudão.
http://www.youtube.com/watch?v=txela2VuI7A
Deliciem-se e acreditem que o homem pode realmente voar sem a ajuda de aparelhos.

7 Comments:

At 10:37 da tarde, Blogger Joao said...

O exemplo do Michael Jordan existe em muitos aspectos, que passam por muito mais que apenas o seu brilhantismo individual. Em primeiro lugar, na nocao de que, embora fosse a primeira figura, era membro de uyma equipa. ele rodeou-se de um grupo de jogadores muito valiosos que lhe permitiu poder aspirar ao titulo (Pippen, Paxson, Cartwright, Horace Grant, Ron Harper, Dennis Rodman, Toni Kukoc, etc), pois sozinho nunca la chegaria, e consequentemente se calhar nunca viria a ser classificado como o melhor de sempre. Seria se calhar visto como um jogador brilhante, mas que lhe faltaria algo (como Barkley, Dominique Wilkins, Karl Malone, etc) para chegar ao nivel de um Magic ou Bird. Recordo que alguns dos lancamentos decisivos para os titulos nao foram efectuados por ele (como o post ja aqui publicado sobre o triplo de Paxson, iludiu). Depois, e esse devia ser um exemplo, em especial neste pais em que o treino nao e visto muitas vezes assim com a seriedade que merece, ele treinava de forma insistente e horas a fio (assim como outros grandes jogadores como Bird, Magic, Drazen Petrovic). O primeiro a entrar e o ultimo a sair (assim como Queiroz descreveu o C. Ronaldo). Mesmo quando tinha 40 anos e regressou aos Wizards ele era quem mais avidamente treinava e chegava a organizar treinos fisicos no ginasio em sua casa com os companheiros. Mas os mais novos, que julgavam saber tudo (como Kwame Brown, o #1 do draft desse ano) nao apareciam (o Kwame Brown hoje aquece o banco nos Lakers). O treino, nas palavras de quem nao me recordo e nao para "ate acertar" mas sim "ate nao conseguir falhar".

 
At 10:42 da tarde, Blogger Joao said...

Ja agora, Jose Cavra, se quizeres voltar a deliciares com a NBA e' so' ver o Phoenix Suns de Steve Nash (o duplo e espero, o triplo MVP).

Eu sei que e' dificil acompanhar a NBA em Portugal. Tarde e a mas horas e com jogos inenaraveis. O facto das melhores equipas serem do Oeste, o que leva a que os seus jogos comecem apenas pelas 3 da manha em Portugal, leva a que se vejam jogos da Conferencia Leste. Quando passei ferias em Portugal os poucos jogos que vi nao eram nem de perto nem de longe os jogos de top (nao me lembro de vez alguma ter visto os Suns).

 
At 5:54 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Grande Shit, nao consigo comentar no meu próprio blog.
João, prezo mto em saber q a Malta da Tropa é lida pelo menos por 1 pessoa dos States :)
És um entendido no Basket, deu gosto ler a tua análise.
Qto a Steve Nash de uma coisa tenho a certeza é o melhor jogador de futebol de toda a NBA. Dizem q ele tem mesmo mto talento para o ... soccer.
Qto ao basket já o vi jogar e sem dúvida q é dos melhores.
Espero tb q os Suns vençam o título

 
At 7:21 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Continuação da resposta:
Ás vezes dão jogos dos Suns.
Conheço o Boris Diao, o Raja Bell, o Shawn Marion e o Leandrinho Barbosa.
O Fernando Varejão não é ou era dos Suns?
São a equipa mais excitante da Liga, sem dúvida.
Não entendi pq razão perderam contra Dallas na final de conferência do ano passado.

 
At 10:45 da tarde, Blogger Joao said...

E' verdade. Este novo blogger e' uma bodega. Para inserir comentarios e' enervante.

No ano passado faltou aos Suns uma presenca interior. O Amare' Stoudamire tinha-se lesionado no fim da epoca anterior e so jogou 3 jogos nesse ano, tendo tido uma recaida. Felizmente esta de volta.

Entretanto os numeros do Nash estao a melhorar de ano para ano. Os deste ano (11.5 assistencias e 19.5 pontos) sao as melhores de sempre para ele.

Mas eles tem sempre tido dificuldades com equipas de topo do Oeste (actualmente estao 1-5 contra Lakers, Jazz, Spurs e Mavericks), mas estao quase imbativeis contra equipas de Leste (mais ou menos 21-1, tendo perdido o unico jogo no prolongamento). Ganhando o Oeste, nem sera preciso jogar a serie final...

Ele tem uma historia engracada. Nasceu na Africa do Sul, mas os pais mudaram-se para o Canada porque motivos politicos. O irmao dele jogou profissionalmente em Inglaterra e as duas irmas na universidade (a proposito, a minha universidade foi campea nacional este ano).

Outra coisa, o Varejao joga nos Cleveland Cavaliers, a equipa de Lebron James.

 
At 10:47 da tarde, Blogger Joao said...

Os irmaos jogaram futebol, entenda-se

 
At 7:35 da tarde, Anonymous Lulli said...

Good for people to know.

 

Enviar um comentário

<< Home